top of page

"Vagabundos" Insultos dirigidos a sindicalistas causam revolta e pedido de retratação




Quem tem boca fala o que quer, só não pode é pensar que não tem preço. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Altos (SINDSERM) lançou mais cedo uma nota de repúdio contra um cidadão que, em um momento de descontração, resolveu falar algumas bobagens sem medir palavras, permitindo-se gravar-lhe áudios e espalhá-los oportunamente nos grupos de WhatsApp.

Os áudios mostram que, em um bate-boca entusiasmado entre companheiros de bar, um deles declara e reitera por diversas vezes que "os sindicalistas são todos vagabundos". Claro que, ao contrário do que tentam fazer parecer os desafetos do prefeito, que ligeiro trataram de elaborar algumas montagens e criar estardalhaços, a mensagem, ainda que genérica, não foi direcionada ao Sindserm e seus afiliados, e muito menos o falador possui aparente vínculo com os gestores. Acontece, no entanto, que por ter sido uma ofensa dirigida a todos os sindicalistas, não deixaria de repercutir negativamente e, é óbvio, também não deixaria de gerar revolta dado o teor das ofensas.

Em conversa com a Presidente do Sindserm, Kinha Costa, ela reitera o repúdio às ofensas, reforça a exigência de um pedido de retratação por parte do cidadão que proferiu os insultos, bem como um vídeo público do mesmo pedindo desculpas. Além disso, ela também chama a atenção para a forma oportunista e politiqueira com que alguns apoiadores político-partidários de ambos os lados (considerando a polarização em Altos) se apropriam de textos, imagens e áudios para criarem montagens que possam favorecê-los politicamente. Não é a primeira vez que isso acontece, provavelmente não será a última, e em um ano eleitoral em que a corrida promete ser acirrada, é preciso estar atento ao que se fala e ao que se posta e certos também de que excessos não poderão passar impunes.


Rubens Felix / TV Fiapo


Nota de repúdio do Sindserm:


0 comentário

コメント


bottom of page