top of page

Secretário de Segurança Pública do Piauí investiga participação de policiais em formação de milícias no litoral

O secretário de Segurança Pública do Piauí, Chico Lucas, ordenou nesta terça-feira (16) uma investigação conduzida pela Corregedoria da Polícia Militar do estado sobre a possível colaboração de policiais militares na criação de milícias que apoiam a grilagem de terras no litoral piauiense.

A medida foi tomada após uma reunião com o defensor público da União, José Rômulo Plácido Sales, que formalizou a denúncia na sede da Secretaria de Segurança Pública.

De acordo com o defensor José Rômulo, os milicianos estão ameaçando e expulsando as comunidades nativas de pescadores, que tradicionalmente ocupam essas terras para suas atividades de subsistência. Isso ocorre especialmente na região da Nova Barra Grande, comunidade Borogodó, onde as milícias estão exercendo uma forte pressão sobre a população.


Fonte: SSP-PI


O secretário Chico Lucas também determinou uma investigação pelo Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) para apurar todas as informações. Ele enfatizou que não tolerará a atuação de milícias no estado e que os agentes de segurança que se envolverem em condutas incompatíveis com a função policial serão punidos exemplarmente.

Além disso, Chico Lucas planeja propor a criação de um grupo de trabalho com diversas entidades, incluindo o Instituto de Terras do Piauí, Secretaria de Patrimônio da União e órgãos de defesa pública e do judiciário, para combater a atuação das milícias no estado.


Fonte: GP1

0 comentário

コメント


bottom of page