top of page

Resgate Inusitado: Tubarão-Lixa Encontrado Encalhado em Praia de Luís Correia


Reprodução/Internet


Um vídeo que mostra um tubarão-lixa encalhado na Praia do Coqueiro, em Luís Correia, tem circulado nas redes sociais. No vídeo, banhistas tentam devolver o animal ao mar. O incidente ocorreu no último sábado (01), em uma praia popular entre os turistas que visitam o litoral do Piauí. A Professora Doutora Edna Cunha, do Curso de Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar), observou que o comportamento do tubarão não é comum, sugerindo que ele pode estar ferido ou doente. Ela notou uma coloração avermelhada no abdômen do animal, que pode indicar um processo hemorrágico. O tubarão-lixa, também conhecido como Ginglymostoma Cirratum, é uma espécie comum na fauna marinha do litoral piauiense. Esses tubarões são caracterizados por sua cabeça larga e achatada, boca pequena e dentes pequenos. As fêmeas, que são maiores, podem chegar a até 3,08 metros de comprimento. Ainda não é possível determinar a causa do encalhamento do tubarão. Normalmente, um animal pode encalhar se estiver morto ou doente. No vídeo, é possível ver que os banhistas conseguiram devolver o tubarão ao mar, mas ele pode ter sido predado por outro peixe ou pode ter morrido e encalhado em outra praia, segundo a Professora Edna Cunha. É importante lembrar que o manuseio de um animal como esse pode representar um risco para as pessoas ao redor. No vídeo, muitos banhistas chutam o tubarão por medo de tocar o animal e, em seguida, pegam pela cauda para devolvê-lo à água. De acordo com Cezar Fernandes, professor de engenharia de pesca da UFDPar, o manejo correto é pela cauda para evitar que o tubarão possa morder e ferir alguém.

0 comentário

Comments


bottom of page