top of page

PM abre inquérito para investigar policial envolvido em morte de criança em Teresina

A pequena Débora Vitória foi morta durante uma tentativa de assalto e o disparo que a matou foi efetuado por um policial.




O caso da pequena Débora Vitória segue na Justiça e a Polícia Militar do Piauí abriu inquérito para investigar o policial envolvido na morte da criança. O exame balístico feito pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP) apontou que o disparo que matou a criança foi feito por um policial militar.

O advogado de defesa da família de Débora Smaily Carvalho alegou ao Lupa1 que o inquérito foi aberto e pode culminar na expulsão do policial militar da corporação. Ainda segundo o advogado o inquérito já está sendo apurado e existem provas que o policial estava embriagado no momento do crime que resultou na morte de Débora.

Entenda

Em 11 de novembro deste ano a mãe Dayane dos Santos estava chegando em casa com sua filha, no bairro Ilhotas, zona Sul de Teresina, quando foram abordadas por dois criminosos que anunciaram um assalto. Durante a abordagem um policial Militar tentou impedir o crime e trocou tiros com os criminosos. Um dos disparos acabou atingindo a criança, que não resistiu e morreu.

A mãe também foi atingida por um dos disparos e se recuperou após receber atendimento médico. Segundo o depoimento de Dayanne em uma rede social, a sua filha teria sido atingida pelos disparos feitos pelo policial.

Horas depois do crime a Polícia Militar prendeu os assaltantes, que eram suspeitos de matar a menina. Um dele, Clemilson da Conceição, conhecido como "Morcego", tinha passagem pela polícia e respondia por feminicídio, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e assalto.

0 comentário

Comments


bottom of page