top of page

Piauiense indicada ao Nobel da Paz morre em Brasília aos 80 anos


Lair Guerra, uma biomédica do Piauí que liderou o Programa Nacional de Controle e Combate à AIDS do Ministério da Saúde, faleceu aos 80 anos na manhã desta quarta-feira no Hospital Santa Luzia, em Brasília. A notícia foi confirmada por seu irmão, o pastor Júlio Borges, que também informou que seu corpo será cremado. Guerra foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz por seu trabalho inovador no programa de combate à AIDS, que serviu como referência global. Desde janeiro, ela estava internada na UTI do Hospital Santa Luzia, após ser diagnosticada com pneumonia.


Reprodução/Internet


A piauiense precisou de ventilação mecânica e, nos últimos 10 dias, seu estado de saúde se deteriorou significativamente. Em 1996, Lair sofreu um acidente de carro em Recife e desde então lidava com as sequelas do incidente. Na ocasião, ela estava na cidade para uma palestra sobre AIDS quando o táxi que a levava colidiu com um ônibus. Após o acidente, a biomédica ficou em coma por dois meses. Após tratamento, retornou para casa utilizando uma cadeira de rodas, enfrentando diversas sequelas.


Fonte: 180 Graus

0 comentário

Comments


bottom of page