top of page

Número de mortos na Turquia e na Síria após terremoto passa de 11 mil

Equipes de resgate lutam contra o tempo para tentar localizar algum sobrevivente depois de 48 horas do tremor




O número de mortos após o terremoto de magnitude 7,8 que atingiu a Turquia e a Síria na segunda-feira (6) ultrapassa 11.200, segundo o novo balanço divulgado nesta quarta-feira (8).


O número de mortos na Turquia chegou a 8.574, anunciou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que visitou a cidade de Kahramanmaras, epicentro do terremoto. O número de ferídos no país passa de 50 mil.


Esse foi o terremoto com mais vítimas na Turquia desde 1999, quando um abalo sísmico matou 17 mil pessoas, incluindo mil em Istambul.


"Enfrentamos dificuldades no início com os aeroportos e as estradas, mas hoje estamos melhor, e amanhã estaremos melhor", afirmou o chefe de Estado da Turquia diante das críticas e da revolta da população com a lentidão da ajuda.


Na vizinha Síria, o número de vítimas que foram retiradas dos escombros chegou a 2.662 corpos. As equipes de emergência e as autoridades sírias citaram 5.000 feridos.


"O balanço deve aumentar consideravelmente na Síria porque centenas de pessoas continuam presas sob os escombros", afirmaram os Capacetes Brancos (grupo de voluntários de proteção civil).


As equipes de resgate lutam para localizar sobreviventes depois de 48 horas do tremor de terra. O frio é outro obstáculo para a realização dos trabalhos de busca.


As chances de encontrar pessoas com vida sob os escombros são maiores nas primeiras 72 horas.


O presidente turco decretou estado de emergência pelos próximos três meses em dez províncias do sul do país.


Uma mulher síria deu à luz sob os escombros antes de morrer. A filha foi localizada com vida pelas equipes de resgate ainda com o cordão umbilical. Além da mãe, morreram o pai, três irmãs, um imão e uma tia, após a queda de um prédio de quatro andares.


Outra imagem que rodou o mundo foi a de uma criança que ficou presa sob os escombros e recebeu água e comida até que fosse resgatada.


Cães farejadores estão ajudando nas buscas por mortos e sobreviventes. Países também estão enviando equipes especializadas em resgate em tragédias.


Fonte: R7.com

0 comentário

Comments


bottom of page