top of page

“Maior emoção da vida”, diz piauiense que deu caneta usada por Lula

Petista Fernando Menezes, 68 anos, disse que "não conseguiu se mexer" quando viu Lula assinar termo de posse com uma caneta dada por ele

O petista e piauiense Fernando Menezes passou por um forte momento de emoção ao ver o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinar o termo de posse nesse domingo (1º/1) com uma caneta dada por ele. O homem de 68 anos falou em entrevista nesta segunda-feira (2/1) sobre o “momento mais emocionante de sua vida” e como foi surpreendido por Lula.


De sua casa, na cidade de Altos, Região Metropolitana de Teresina, Fernando viu Lula relembrar o dia em que foi presenteado por ele, em 1989. À época, o petista disputava sua primeira corrida presidencial e ganhou uma caneta do eleitor, que pediu que a utilizasse no momento da posse:


Um grande apoiador do político, Fernando disse que já havia se encontrado com Lula outras vezes e sempre fazia questão de presenteá-lo com alguma lembrança. “Eu já dei cajuína, dei mel, dei camisa, dei boné”, comemora.


“Naquela época que ele veio eu estava em Picos, cidade grande, e lá eu comprei duas canetas. Cheguei na hora que o Lula estava na caminhada e estava um calor terrível, era cerca de 11h30/12h, e na hora eu não tinha nada para dar para ele, nem camisa e nem boné”, conta.


0 comentário

コメント


bottom of page