top of page

Justiça liberta PM do Piauí detido com R$ 3 milhões em eletrônicos dos EUA

O juiz federal Carlos Gustavo Chada Chaves, da 4ª Vara Federal no Pará, concedeu liberdade provisória ao policial militar Flávio César Moreno da Silva Júnior e outros dois detidos, na segunda-feira (05), com R$ 3 milhões em eletrônicos no aeroporto de Belém-PA. A decisão foi tomada durante audiência de custódia realizada na terça-feira (06).




A liberação foi condicionada ao pagamento de fiança de R$ 1 mil para o policial e para Paulo Roberto Marinho de Loiola, e R$ 2 mil para a norte-americana Suyumi Quiroz. Além disso, foram impostas medidas cautelares, incluindo comparecimento bimestral à Seção Judiciária do Piauí, proibição de sair da Comarca de residência sem autorização e retenção do passaporte de Suyumi Quiroz.

O magistrado alertou que o descumprimento das medidas resultará em consequências sérias, incluindo possível prisão preventiva. Também foi autorizado o acesso aos dados dos celulares apreendidos.

Segundo o delegado Bruno Mota da Polícia Federal no Pará, os eletrônicos seriam vendidos no Piauí. A apreensão ocorreu após monitoramento aeroportuário detectar a suspeita de contrabando por parte de Suyumi Quiroz, proveniente dos EUA, acompanhada por Flávio César e Paulo Roberto.

Foram apreendidos diversos eletrônicos, incluindo iPhones, Macbooks, Apple Watches, fones de ouvido e relógios de luxo. A Polícia Federal constatou que Suyumi Quiroz tinha histórico de movimentações frequentes entre Brasil e EUA.


Fonte: GP1

0 comentário

コメント


bottom of page