top of page

Homem é preso em MG por colocar veneno de rato na água da família

Segundo a polícia, investigado assumiu a intenção de matar o pai e a madrasta; caso aconteceu em Santa Maria de Itabira



A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu um homem por suspeita de tentar matar o pai e a madrasta envenenados na cidade de Santa Maria de Itabira, a 132 km de Belo Horizonte. O investigado teria colocado veneno de rato no filtro de água da família.


O caso aconteceu no dia 29 de setembro, mas a prisão do suspeito só ocorreu na terça-feira (7). A família soube da contaminação da água quando uma ex-companheira do investigado conseguiu fazer contato com uma das vítimas para alertá-la.


“Ao chegarem em casa, as vítimas constataram a presença de grande quantidade de granulados assemelhados ao veneno de rato no interior do filtro de barro”, relatou a Polícia Civil em comunicado.


A Polícia Civil foi acionada. A equipe de perícia colheu o material para análise, e o suspeito foi levado para depor. Segundo a instituição, o investigado confirmou a tentativa de envenenamento durante o interrogatório.


De acordo com os responsáveis pela investigação, o homem alegou que queria tirar a própria vida e iria “levar” os parentes com ele.


“Com a apuração, a Polícia Civil imputou ao agente a prática de homicídio qualificado por motivo torpe e pelo emprego de veneno na modalidade tentada, uma vez que de forma consciente e voluntária colocou substância venenosa no fundo de um filtro de água de que se serviam diuturnamente o próprio pai e a madrasta, não alcançando êxito por circunstância alheia à sua vontade”, comentou o delegado Renato Zanco de Oliveira.


“Ao chegarem em casa, as vítimas constataram a presença de grande quantidade de granulados assemelhados ao veneno de rato no interior do filtro de barro”, relatou a Polícia Civil em comunicado.

0 comentário

Commentaires


bottom of page