top of page

Corpos de piauienses vítimas de tragédia no litoral de SP chegam em Teresina

Ao total, cinco piauienses foram vítimas das fortes chuvas em São Paulo


Os corpos dos piauienses vítimas das fortes chuvas no Litoral Norte de São Paulo desembarcaram na tarde desta sexta-feira (24) no aeroporto de Teresina. A chegada estava prevista para quinta (23), no entanto, as fortes chuvas que caíram no estado paulista inviabilizaram o deslocamento para o Piauí.

O voo com os familiares também já pousou na capital. Ao total, cinco piauienses foram vítimas das fortes chuvas em São Paulo, destas, três são naturais de São Pedro e dois de São Braz.



Os corpos de Keyson Raniery Rios Silva, de 2 anos, Adriel de Sousa Costa e Maria dos Santos Gomes da Conceição, ambos de São Pedro do Piauí, serão transportados para o município localizado a 109 km da capital, onde serão velados e sepultados.


Na quinta (23), o corpo da piauiense Beatriz Farias Macedo, 26 anos, foi encontrado. Ela esta grávida de três meses e desaparecida desde o dia do deslizamento de terras. O marido dela também faleceu na tragédia. O primo, Ariosvaldo Paes Landim, 46 anos, chegou no município de São Braz do Piauí, na noite de quarta-feira (22). Ele foi enterrado sob forte comoção na manhã seguinte.

O número de mortes causadas pelas fortes chuvas que atingiram o litoral norte de São Paulo no último fim de semana subiu para 54, de acordo com o último boletim do governo do estado, às 8h desta sexta-feira (24). No boletim de quinta (23) à noite, eram informados 50 mortos, mas 4 pessoas foram encontradas nesta madrugada, informou à Record TV o porta-voz do Corpo de Bombeiros, capitão Elias.


Os falecidos são:

  • Adriel de Sousa Costa (33 anos) - São Pedro do Piauí

  • Maria dos Santos Gomes da Conceição (32 anos) - São Pedro do Piauí

  • Keyson Raniery Rios da Silva (02 anos) - São Pedro do Piauí

  • Ariosvaldo Paes Landim (46 anos) - São Braz do Piauí

  • Beatriz Farias Macedo (26 anos) - São Braz do Piauí

Na terça-feira (21), o governador Rafael Fonteles determinou que as secretarias de Segurança, Saúde, Assistência Social, de Governo e de Defesa Civil, além do Gabinete Militar, adotassem medidas urgentes para ajudar as famílias das vítimas. Por meio das suas redes sociais, ele lamentou o ocorrido e anunciou assistência às famílias no que for necessário.


Fonte: A10mais

0 comentário

Comentarios


bottom of page