top of page

Carnaval com segurança: App Ajuda no Combate à Violência contra a Mulher no PI

Com a proximidade do Carnaval, intensificam-se as medidas de segurança para garantir um período festivo tranquilo. Nesse contexto, a segurança das mulheres e a preocupação com assédio e violência ganham destaque. Estudos revelam que sete em cada dez mulheres brasileiras temem ser vítimas de assédio durante as festividades carnavalescas. Diante disso, a Empresa de Tecnologia da Informação do Piauí (Etipi) busca contribuir para combater esse tipo de crime.



Por meio do aplicativo Salve Maria, a Etipi oferece duas opções para os usuários. Para mulheres em situação de violência que precisam de ajuda imediata, basta acionar o botão SOS, conhecido como "Botão do Pânico". A segunda opção é o serviço de "Denúncia", que pode ser feito tanto pela vítima quanto por testemunhas de qualquer tipo de violência.




Essa iniciativa resulta da parceria entre a Etipi, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-PI) e as Unidades Especializadas da Mulher. Surgiu após estudos realizados pelo Núcleo de Estudos em Violência de Gênero, os quais apontaram que muitas mulheres vítimas de feminicídio não conseguiram fazer a denúncia a tempo.

Denúncias pelo Gov.pi Cidadão

Um dos serviços disponíveis no Gov.pi Cidadão é o "Botão do Pânico". Em situações de emergência, o aplicativo pode ser acionado, e uma viatura mais próxima será enviada ao local, proporcionando pronto atendimento e prevenindo ocorrências mais graves, como feminicídios.

O aplicativo também oferece a função de denúncia, como parte da campanha "Ei Mermã, Não se Cale". Por meio dela, é possível enviar vídeos e fotos da ocorrência, facilitando o trabalho das autoridades na investigação dos casos reportados.

Os aplicativos Salve Maria e Gov.pi Cidadão estão disponíveis para download na App Store para usuários iOS e na Play Store para usuários Android. É fundamental que os foliões conheçam essas ferramentas e saibam que têm o direito de se divertir sem serem vítimas de assédio ou violência.


Fonte: meionorte,com

0 comentário

Comentarios


bottom of page